quinta-feira, novembro 29, 2007

BTT, Vila Ruiva- Fornos de Algodres!


Ja um bocadito em cima da data, passo a divulgar mais uma actividade a realizar na regiao do; Alto Mondego- Serra da Estrela, nos proximos dias 1 e 2 de Dezembro.

O Inatel e o seu Centro de Ferias de Vila Ruiva, promovem estas duas provas que darao a conhecer a quantos nelas participarem, partes dos municipios de Fornos de Algodres, Gouveia e Celorico da Beira.

Uma promocao que eu louvo, pois propoe aquilo que ha muito eu advogo; uma conjugacao de esforcos para divulgar em conjunto, os varios municipios vizinhos.
Nao ha duvida, que podemos e devemos complementar-nos!

segunda-feira, novembro 26, 2007

Como vai a "Res-Publica", pela "nossa" Beira!

O presidente da nossa "Res-Publica", andou pelo "nosso" ainda distrito da Guarda, andou e deixou alguns conselhos aos presidentes dos concelhos. Embora seja uma pessoa que provavelmente nao ofereca muita simpatia pela sua maneira seca de falar, e no entanto um presidente que pela experiencia governativa e formacao, uma pessoa que devemos ter em consideracao!
Focou os varios problemas da regiao, em que o principal e sobre isso varias vezes me tenho debrucado, e a desertificacao!
A chamada desertificacao tem varias origens mas e fundamentamente originada por duas ou tres razoes; a primeira e o abandono agricola das nossas terras, a segunda a falta empresas que originem trabalhos para as nossas gentes e a terceira e a baixa (diria eu baixissima) taxa de natalidade das gentes desta regiao.
Quanto a primeira e na minha humilde opiniao se e verdade que muitas das culturas tradicionais deixaram de ser rentaveis, continuam a existir oportunidades em muitas areas, que a nossa gente poderia ter aproveitado, se a sua opcao fosse viver nos campos coisa que hoje pouca gente quer. Algumas destas opcoes no nosso municipio seriam a criacao de gado ovino e caprino em moldes modernos e o consequente fabrico do "Queijo da Serra", outras seriam a olivicultura e a vinicultura. Nestas e noutras areas foram e continuam a ser perdidas muitas oportunidades, porque a gente mais jovem que e o futuro, nao envereda por esta area, embora ainda haja algumas poucas excepcoes!
Na segunda area que e a industrializacao, temos que ser realistas, e muito dificil em municipios como o nosso sem essa tradicao, a criacao de novas industrias, porque normalmente estas tendem a localizam-se em lugares onde ja existem outras, pela poupanca em logistica e servicos relacionados!
Quanto a baixa taxa de natalidade, eu estou como o presidente, custa-me a crer que os portugueses deixassem de ter alegria de trazer novas as vidas a este mundo, teremos que ver ai provavelmente as dificuldades que custam hoje em dia, criar e educar os nossos filhos.
Em Portugal felizmente ate existem alguns incentivos, mas se nao queremos brevemente ser um pais de velhos, alguns mais tem que ser criados e mais ainda nas areas mais desertificadas, e a nossa e uma delas!
Foram apontados varios caminhos, como o turismo e a fronteira aqui tao perto que pode ser uma mais valia, tambem se disse que os empresarios deste pais tem que virar-se mais para esta regiao, restanto aos autarcas regionais dar-lhes todas as condicoes possiveis.
O meu maior desejo e que dentro do mais curto prazo, comecemos a ver uma diferenca para melhor e nao continuemos a cair demografica e economicamente!

quarta-feira, novembro 21, 2007

Porque nao dar Gracas?!


Aqui onde resido, amanha celebra-se o dia de "Accao de Gracas", e uma tradicao que segundo a lenda (creio que e mais lenda que historia) foi originada pelos primeiros povoadores ingleses da "Nova Inglaterra", quando tiveram as primeiras colheitas nesta terra americana! Provavelmente alguns dos meus leitores abominam os Estados Unidos da America, talvez nem tanto pelo pais em si, mas mais pelo presidente que nos caiu na rifa!

No entanto porque todos quantos acreditam em D*us, devem agradecer-lhe os bens que possuem e eu sou um deles, nao quiz deixar passar esta efemeride sem a ela me referir.

Ilustro esta entrada com uma fotografia da rua onde vivo, que tirei um dia destes. Por aqui, caso a natureza tivesse seguido o curso natural, ja estas arvores estariam completamente despidas de folhagem, mas como ela (a natureza) nos gosta de pregar partidas, este ano decidiu prolongar mais o verao e ainda se encontram assim, e que bonitas estao! Digo eu.

terça-feira, novembro 20, 2007

A Sopa ou o Caldo?!

Ja aqui tenho referido algumas vezes, muitas das actividades realizadas na freguesia de Juncais, entre as quais ressaltam as duas feiras anuais; S. Braz e S. Tiago, que aqui sao realizadas desde tempos imemoriais.
Ultimamente nestas feiras foram incorporados outros eventos como o "Festival do Peixinho do Rio", ou o "Concurso das Janelas e Varandas Floridas", para so referir alguns, o que denota bairrismo e diversidade, numa freguesia que tal como as outras tambem tem perdido populacao, mas que nao baixa os bracos e tenta progredir.
Nestas e noutras actividades, esta sem duvida nenhuma a mao do senhor presidente da Junta; Dr. Paraiso, um dos mais dinamicos a nivel concelhio!
Ora o evento em que desta vez estiveram envolvidas as gentes de Juncais, foi o oitavo "Festival de Sopas da Serra da Estrela", realizado em S. Paio, no vizinho concelho de Gouveia.
Ja me nao surpreende esta participacao que e regular, nem os premios que a "Associacao de Promocao Social Cultural e Desportiva de Juncais" (tambem podiam arranjar um nome maior!) tem conseguido ao longo dos anos neste evento, pelo que foi com naturalidade, mas com algum orgulho concelhio, que li na imprensa que mais uma vez foi para esta freguesia do concelho de Fornos de Algodres, o premio da categoria "Outras Sopas", que foi atribuido a um "Caldo Rico de Perdiz".
Quero dar os meus parabens a esta Associacao, enquanto queria expressar o desejo de feliz continuacao na realizacao e participacao em eventos, que dem notoriedade a freguesia e ao concelho, enquanto ao mesmo tempo, apontar estes exemplos que outros poderam seguir!
A terminar so queria dizer aos meus amigos de fora da regiao, que a sopa, por aqui era outrora chamada "caldo", pelo que ate no nome da sopa ganhadora, se nota cultura e tradicao!

domingo, novembro 18, 2007

A Nossa Beira Continua a Perder!

Como se ainda nao chegassem os encerramentos de organismos e servicos, por todo o pais mais desertificado, aqui temos mais. Estes burocratas de Lisboa nao dormem em servico!
Desta vez sao os postos da GNR que vao encerrar, na minha Beira querida sao varios os que o (des) governo tem em mente, entre eles o de Vila Franca das Naves, e parece que tambem o de Vila Nova de Tazem.
Ora quando se encerram por exemplo estes, em vilas que tem populacao perto dos dois mil habitantes, que confianca nos pode merecer um governo que apregoa que esta a trabalhar para melhor seguranca dos cidadaos!
Talvez as geracoes mais novas dos meus conterraneos ja se nao lembrem, mas no nosso municipio tambem ja existiu um outro posto da GNR em Sobral Pichorro, para dar servico a parte mais a norte do concelho, pois como sabemos a vila de Fornos encontra-se numa ponta do concelho.
Sei muito bem que devido a perca de populacao e aos melhores meios de deslocacao daqueles "policias" nas nossas terras, se nao justifica outro posto que nao o da vila.
Mas preocupam-me estas "medidas", pois se nao houveram meios para estancar a saida de populacao e de acordo com os numeros que este governo que nos caiu na rifa se baseia, um dia destes decidem tambem encerrar o posto da GNR de Fornos, porque umas novas instalacoes nao sao razao para o seu mantimento. Tambem temos um edificio moderno para o tribunal e pelo que tenho lido tambem esta na calha para o encerramento!
Senhores "governantes" nao creem que ja chega?

quinta-feira, novembro 15, 2007

Sou uma "sumidade!!!

Pois e, um segredo que eu tenho tentado guardar ciosamente por tantos anos, foi agora divulgado num comentario de um conterraneo meu, sobre uma entrada publicada do dia 8 de Novembro com o titulo: "Governo Autarquico, Personalizado ou Nao!"!!!
Portanto ja sabem, de ora em diante gostaria que todos quantos fazem o favor de vir aos meus sitios, fizessem o favor de que se dirigissem a mim de acordo!!!
Agora um pouquito mais a serio; embora eu tenha ja respondido ali aquele comentador, nao quiz deixar de escrevinhar duas linhas a esse respeito. Sabem qual e a razao porque o meu conterraneo me considerou "sumidade"? Foi porque eu tenho tido a ousadia de ter algumas ideias e dar algumas sugestoes, que em minha modesta e humilde opiniao a ser consideradas por quem de direito, (e nao me tenho referido unicamente as autarquias, muitas vezes tambem a sociedade civil, como agora se diz) poderiam provavelmente contribuir para mais algum progresso e desenvolvimento, do municipio que me viu nascer e do qual tanto gosto.
Nao sei se aquele meu conterraneo estava a escrever por ele ou se alguem lhe encomendou o sermao, mas pareceu-me que tanto ele como o anonimo comentador a seguir a ele, estavam ali com estes comentarios a tentar agradar a alguem, pois nao contrapuzeram com suas ideias as minhas e as de outros comentaristas.
Enfim continua a existir gente que nao admite que tambem outros possam ter ideias ou sugestoes. Nao tenho nem nunca tive a presuncao de ser dono de verdades absolutas, nem pensar que so as minhas sugestoes e que estao correctas, mas sempre e melhor ter algumas ideias de que nao ter nenhumas e dizer sempre "yes" a tudo!
O meu concelho sempre foi muito conservador, (basta olhar para a quantidade de solares que existem no municipio) ate demais para os meus gostos, a mim que ate me considero uma pessoa do centro politico. Havia e infelizmente ainda ha, muita gente que devido a esse facto, tomou o habito de andar com a coluna vertebral vergada, com todos os riscos que isso implica para a saude.
E ja que estamos em mare de revelacoes, devo dizer a todos quantos nao sao das minhas terras, que a semelhanca de outras, os naturais das varias povoacoes concelhias tinham os seus apodos; ora os habitantes de Fornos eram apodados de "Caes de vila", talvez porque alguns devido a sua sobreviencia, eram muito fieis aos seus donos, ou ate quem sabe porque filavam o calcanhar aqueles que tinham opinioes contrarias. Ja agora tambem vos digo que os da minha aldeia natal eram apodados de "lobos", quem sabe se nao seria por infundirem receio e ate medo! (mas este tema, provavelmente merecera de mim outras intrepertacoes noutra altura)
Nunca gostei de unanimidades nem de generalizacoes, e sempre estive convicto de que todos devemos contribuir com a nossa pequenina parte, para que o que embora bem sempre se pode melhorar. Que triste e ver-mos aqueles que sempre defendem o "status quo" e nao tem ambicao de melhorar.
Tenho para mim, que todo aquele amigo que concordar sempre comigo, nao e verdadeiro meu amigo e sim um hipocrita!
Mas esta de intitularem-me "sumidade" contribuiu e muito para sujar uns quantos lencos, com a baba que me escorria do queixo!!!

A Desertificacao e as Pessoas!

Nao fiquei nada admirado, quando o ultimo senco nos deu a conhecer que todas as freguesias do concelho "D'Algodres", (a excepcao honrosa foi a "minha" Infias) tinham perdido e que continuam a perder populacao. Nao me admirou, porque os mais novos que cada vez menos filhos tem, tendem a deixar as nossas terras por falta de trabalhos, que teimam em nao aparecer e porque os mais velhos vao nos deixando fisicamente.
Ja o mesmo nao esperava da freguesia sede do municipio, porque mesmo nos concelhos mais desertificados, as vilas e cidades onde se encontra a sede concelhia, normalmente ganham habitantes, devido ao facto de ai se concentrarem praticamente todos os servicos e no nosso caso ate vao ser todas as escolas!
As pessoas em idade activa tem praticamente todas as vantagens para ai residir, pelo que nem sou contra o facto de deixarem as aldeias, embora me custe ve-las sem gente.
Mas no nosso caso devido as excelentes ligacoes entre as varias aldeias e a vila, (parabens ao bom trabalho da camara) ate talvez nem houve-se necessidade pela proximidade, pois em poucos minutos nos podemos por na vila, vindos de qualquer aldeia. Mas sao opccoes e agora com a decisao da concentracao de todos os alunos concelhios na vila, ate parecem acertadas!
O que eu francamente nao gosto, e de saber que muitos funcionarios publicos e outros, que tendo o seu trabalho estabilizado dentro do municipio, aqui nao residam.
A esses so gostaria de fazer uma pergunta: Entao a nossa terra e boa para aqui ganharem os seus salarios e ja nao e boa para aqui os gastarem?
Provavelmente uns incentivozitos municipais a exemplo de outros concelhos, talvez ajudassem a tomar a decisao de uma mudanca de residencia, mas tal como vao as financas por ca, nao creio que isso possa acontecer.
Dou entretanto os meus parabens a alguns poucos, que ainda contrariam a regra e decidiram chamar sua a nossa terra, enquanto fico a fazer votos que outros lhes sigam o exemplo.
Na realidade por vezes penso que a nossa localizacao a meia distancia entre a Guarda e Viseu e junto a uma auto estrada nao nos tem ajudado nada!
Por ca temos bons equipamentos e boas vias de comunicacao, tanto rodoviarias como ferroviarias, o que realmente falta e gente, e massa critica que faca progredir esta terra que eu tanto amo!

quarta-feira, novembro 14, 2007

As Festas Populares, os Foguetes e os Incendios!!!

Tenho tentado nao referir-me as mas opccoes legislativas deste (des)governo, mas tem feito leis tao absurdas que terei que referir-me a uma delas novamente, pois as evidencias falam mais do que o que nos querem impingir.
Os continuos incendios que tem acontecido neste Outono, que ja obrigaram o ministro da Administracao Interna a declarar "risco de incendio" todo o ano, fizeram-me lembrar uma medida apregoada com muito realce, que foi a proibicao da descarga e foguetes nas festas populares de verao!
Segundo os burocratas alfacinhas, sao os foguetes os responsaveis de uma grande parte dos incendios de verao. Eu so queria fazer umas perguntitas; quantas festas populares com foguetorio, foram realizadas este Outubro e Novembro? Que ate e sao meses de recolhimento e celebracoes mais viradas para os mortos que para os vivos!
Quantos incendios durante o ano, tem o seu inicio junto as povoacoes onde se deitam os foguetes?
Senhores governantes mandem mas e realizar mais fiscalizacao, prendam de uma vez, mas severamente os incendiarios e nao nos deitem areia para os olhos.
Deixem as nossas aldeias ter alguma alegria durante o verao, com foguetes e tudo, desde que cumpram as regras de seguranca. Pois e ainda das poucas coisas que lhes restam!

segunda-feira, novembro 12, 2007

IV Passeio Micologico, Por "Terras d'Algodres"!

Na falta de uma fotografia dos verdadeiros "miscaros", (estes diziam que eram venenosos) subtrai esta de um blog da "nossa Serra":http://ocantarozangado.blogspot.com.

Agora que o Outono esta a meio e mesmo sem terem havido em quantidade desejada, as tao esperadas chuvas, (pelo calor e enorme quantidade de incendios, ate parece que se esta em Agosto) nao deixa de ser a altura dos tao apreciados miscaros e cogumelos!

Por isso a Casa do Pessoal da Camara Municipal "d'Algodres", organiza no proximo sabado dia 17 de Novembro, o seu quarto "Passeio Micologico". Toda a informacao pode ser encontrada aqui: http://www.cm-fornosdealgodres.pt/nt_049.php.

O passeio deste ano sera na freguesia do Casal Vasco, mais propriamente na Quinta das Moitas; uma antiga quinta historica, onde ha (ou houve) um projecto de turismo rural.

A terminar e ja na vila de Fornos, realizar-se-a na Residencia de Estudantes, (antigo solar do Marquez de Tomar) um coloquio sobre o tema "micologico", nele participarando; Sofia Oliveira no Parque Natural da Serra da Estela, H. Klaus um productor micologico holandes e Manuel Paraiso da Associacao "a Pantorra".

Caso os meus amigos gostem de andar pelos campos e florestas, de colher "miscaros" e "turtulhos" e aprender um pouco mais sobre o tema, venham ate as "Terras de Algodres" no proximo fim de semana.

quinta-feira, novembro 08, 2007

Governo Autarquico, Personalizado ou Nao?!

Uma vista de verde envolvida, da linda Figueiro da Granja, com a "Estrela" em pano de fundo, retirada do blogue: http://ofigueirola.blogspot.com/


Num comentario sobre este evento: http://www.cm-fornosdealgodres.pt/nt_047.php , o meu amigo Joao Clemente do blogue: "O Figueirola", que eu ainda nao tinha tido oportunidade de divulgar, fez um comentario em que dizia: "...considero que deveria haver um envolvimento mais profundo das pessoas que vivem nesta regiao, de forma a elas proprias lucrarem com estas actividades....".
Nao posso estar mais de acordo e e nesse ponto, que se pode fazer diferenca para melhor.

Quanto a mim o papel das autarquias deve ser muito mais, do que construir equipamentos e prestar servicos. Deve tambem contribuir de todos os modos para facilitar o desenvolvimento, promovendo condicoes para a instalacao e modernizacao de actividades comerciais, industriais, agricolas e outras que produzam riqueza e criem postos de trabalho.
Tambem devem motivar e sensibilizar as populacoes para os varios eventos, fazendo com que facam parte deles e deles possam lucrar, nao estando so reservados a alguns.

Estas motivacoes e sensibilizacoes devem muitas vezes fazer-se pessoalmente, e nao so com a colocacao de cartazes e editais. Os governos, nestes casos os locais, devem ser o mais personalizados possivel, no nosso caso ainda mais, pois somos um municipio pequeno, em que quase toda a gente se conhece!

No caso de evento que mais uma vez divulgo, com o link colocado no inicio, como a paragem principal com o almoco, e na bonita e antiga vila de Figueiro da Granja, porque nao promover ai uma mostra e venda de artezanato e productos regionais, organizando e sensibilizando tambem nao so os artezaos mas tambem o comercio local?

As vezes sao os mais pequenos passos, os que custam a dar, mas sao eles que fazem a diferenca que se espera e deseja!

domingo, novembro 04, 2007

Cooperacao Inter-Municipal, Espera-se e Deseja-se!

Muitas das opcoes erradas de desenvolvimento, que em meu ver acontecem, sao devidas a falta de cooperacao entre municipios vizinhos e, sao o resultado do caseirismo local em que cada um so olha para o seu umbigo!
Tenho notado com desgosto, que entre os municipios de Fornos de Algodres e o de Aguiar da Beira, nao tem havido a esperada e desejada cooperacao em areas fundamentais. Pelo que sei as coisas nao tem tendencia a melhorar, a menos que alguem desca dos seus pedestais. Isso e muito mau para as populacoes destes concelhos, que pelo tamanho e proximidade, tem todo o interesse em arranjar formas de desenvolvimento conjunto.
Ja ha tempos aqui referi o caso do caminho de ferro e da estacao de Fornos Gare, que pela proximidade e a que melhor serve (ou devia servir) o concelho de Aguiar e ate franjas de outros concelhos vizinhos.
Tambem ja referi a pessima opcao do no de ligacao a auto-estrada 25, que a nao ser comtemplada uma ligacao com a estrada nacional 330, para melhor servir tambem o municipio de Aguiar da Beira, dever-se-ia tem considerado um no o mais proximo possivel da referida 330, que para alem de Aguiar da Beira tambem serve Gouveia, e nao a localizacao actual que deixou estes municipios mais longe, embora a vila de Fornos ate tivesse ficado com mais visibilidade.
Isto no entanto, sao aguas passadas e puros desabafos, que provavelmente ja nao teram solucao. Mas podem e devem ter solucao, outros projectos estruturantes, que deviam englobar estes dois municipios vizinhos; Estou a lembrar-me de uma parceria que deveria englobar tambem privados, para a exploracao da energia aeolica; de uma estrategia turistica que engloba-se o Centro de Ferias da Inatel de Vila Ruiva e as Termas da Cavaca; de um roteiro arqueologico em que a "Anta da Matanca" e a de Cortico" incluissem tambem os "Dolmens de Carapito", que o "Castro da Gralheira" aparece-se em conjunto com o de "S. Tiago", "Fraga da Pena" e o "Castelo de Queiriz, mas podia continuar!
Acontece que foi apresentada pelo governo recentemente, a opcao de candidaturas para e requalificao de espacos urbanos, nas malhas antigas das cidades e creio que vilas tambem.
Estes projectos para melhor possibilidade de aprovacao devem ser inter-municipais e, foi precisamente isso, que o ministro das cidades e territorio referiu.
Temos entao aqui, uma interessante possibilidade de cooperacao entre Aguiar e Fornos, apresentando um projecto comum para a requalificacao com vista ao repovoamento das zonas historicas destas vilas e ate porque nao tambem, de Algodres e Carapito por exemplo.
De ora em diante espera-se e deseja-se mais e melhor entendimento e cooperacao, vejam o que de bom comeca a acontecer entre Trancoso e Celorico da Beira, que ate sao camaras de cores politicas diferentes. Nao e este o caso de Fornos e de Aguiar, pelo que com boa vontade antevejo algo diferente e muito melhor, com vista ao desenvolvimento desta sub-regiao.