sexta-feira, dezembro 16, 2016

sábado, novembro 19, 2016

Toponimia na Terra D'Algodres.


Na minha ultima estadia no meu querido município de Fornos de Algodres,
dei-me conta que certa toponímia em falta começava a ser colocada.
Esta fotografia demonstra, que na minha freguesia de Infias, a sua junta,
decidiu com esta placa homenagear uma figura, que embora não sendo natural
do nosso concelho, aqui desempenhou a sua missão, aqui lecionou e escreveu
a sua obra, alguma da qual referente à nossa terra! A minha humilde homenagem
também a este sacerdote, com quem também aprendi muito do que sei.
Para além desta placa, foram também colocadas outras em falta,
em muitas artérias da freguesia, pelo que aqui apresento os meus parabéns,
aos membros da junta da freguesia de Infias.

Também na Vila de Fornos de Algodres, se começaram a conhecer os topónimos,
de muitas das actuais ruas e avenidas, coisa para o qual já há muitos anos,
aqui neste blogue, tinha chamado à atenção de quem de direito, para esta falta, com vários "posts", até com sugestão de nomes!
Está portanto de parabéns a Câmara Municipal, e, ainda mais porque decidiu
usar topónimos locais, não ferindo assim ninguém, nem por acção nem por omissão.
No entanto continuo a pensar, que nomes como Padre Manuel Cabral natural da Fonte Fria, o Padre António Magalhães natural de Cortiçô, a Dra. Amélia Pais, o 
Conde de Cabral José da Silva da Costa Cabral, o Raul Solnado, o Engenheiro José  Eduardo Simões Coimbra, o primeiro Viconde e Conde de Fornos José Maria de Abreu Castelo Branco Cardoso e Melo, o Barão de Fornos João Maria Pimentel de Vasconcelos Soveral,  entre muitos mais, bem mereciam o seu nome 
numa das nossas ruas ou avenidas.