quinta-feira, janeiro 27, 2011

Ha "Vandalos" a Solta, na Terra de Algodres!

Ja a cerca de meio ano, tive conhecimento da destruicao da zona de merendas, na Raza de Infias. Hoje tive o infeliz conhecimento, que individuos quem nem qualifico, mas que tem nos seus genes os mesmos daqueles povos "vandalos" que destruiram o imperio romano, decidiram voltar-se contra a nossa arquelogia!
A magnifica e grandiosa Anta de Cortico, que tenho como simbolo do "Aqui d'Algodres" e que  resiste a lembrar a nossa heranca Celtica, ha mais de 5000, foi desta vez vandalizada por esse tipo de "gente", que de gente so tem o nome. Destruiram a vedacao, encheram a area de detritos e como se nao basta-se, fizeram no seu interior uma enorme fogueira que enegreceu as suas pedras milenares!
A todos os meus conterraneos queria pedir, se souberam quem foi, denunciem estes "vandalos" as autoridades, pois "gente" como esta, nao merece andar no nosso convivio.
Tenhamos todos orgulho nas nossas raizes e origens e, defendamos o nosso patrimonio!

12 comentários:

Anónimo disse...

Infelizmente amigo Al, não é só vandâlos, existem ai dois burlões que desde à muito tem burlado e prejudicado muita gente, no entanto as autoridades nada têm feito para atenuar essa situação. Passeiam se ai como se nada fosse, enganam toda a gente há muito tempo, mas nada lhes acontece.
Essa cambada de vigaristas, aldrabões, encontra se presente bem no centro da vila, com establecimento de porta aberta e toda gente sabe quem são....
Por isso muito cuidado, nada de assinar nada, emprestar dinheiro, ou algo que se pareça...
Fica este alerta, para todos as pessoas de Fornos e arredores.
Pois já enganaram empresarios aí na zona, e pessoas de bem que nem lhes passava pela cabeça a vigarice dessa gente... Hoje como eles ESTAMOS TODOS A PAGAR UNS MAIS OUTROS MENOS PELA VIGARICE DESSA GENTE...
Peço desculpa, Sr. Albino, mas fica aqui o grito de alerta, dentro em breve o respectivo nome dos implicados e respectiva "empresa" que disso não tem nada, sairá para a praça pública.
ATÉ LÁ CONTINUAREMOS TODOS A PAGAR OS LUXOS E BURLAS DESSA GENTINHA...

aluap disse...

Sem comentários!
Tenho estado atenta a este blog e sem saber o que dizer sobre este post. Neste momento só me ocorre dizer que somos pessoas, vemos, ouvimos, lemos e, sobretudo, não podemos, nem devemos ignorar.
Estas terras, hão-de ficar para além de nós, seria bom que ficassem com referências que a todos orgulhe e que os vindouros se identifiquem com ela.

Um abraço forninhense

Anónimo disse...

Esta dos dois burlões deixa-me a pensar! Quem será? Ou será que é mais uma lançada na atmosfera?
HAJA CORAGEM!!!

quintadocochel disse...

Pagava eu para saber quem foi!
Quando ali me desloquei, doeu-me a alma ao ver tal acto de vandalismo, pois quem ali queimou o fio telefónico (gamado noutro local), para retirar o cobre, não é Português, muito menos cidadão do Mundo!
Estou responsável pela investigação deste atentado cultural e podem ter a certeza que, se conseguir identificar o autor(es), antes da Lei lhe cair em cima, vou eu assoar-lhes a narigueira!!!

Klatuu o embuçado disse...

Um ano a partir pedra talvez lhes fizesse respeitar a dignidade da mesma! Filhos de uma grande...!!

Anónimo disse...

Os tais burlões mencionados no 1º post são mais um exemplo do vandalismo a que a nossa sociedade está sujeita. Só que, neste caso, não se trata de vandalismo contra património histórico, e sim, vandalismo contra bens e pessoas inocentes.

São atitudes de vigaristas como esses que minam a economia e sociedade portuguesas e que levaram a que as coisas tenham chegado a este ponto, um pouco por todo o Portugal.

Curioso é também o facto de que alguns desses vigaristas eram antes conhecidos como "responsáveis" pela defesa e divulgação do património histórico e arquológico de Fornos. Com responsáveis como esses não admira que aconteçam coisas dessas. ;)

Para bom entendedor, meia palavra basta. É chegada a altura de varrer escumalha como esta.

al cardoso disse...

Parece-me que ja estou a entender um pouco, acerca desses burloes, a ser verdade e mais uma nodoa na nossa linda; "terra de Algodres"!

Magno disse...

Mais uma vez a nossa terra é noticia pelas piores razões, já não bastva atacarem o nosso patrimonio...
Até quando seremos noticia pela negativa ????

Anónimo disse...

Eu ainda não cheguei lá. Quem são afinal esses burlões? Quero estar prevenido.

Álvaro disse...

A Anta de Cortiço, já foi visitada pelo arqueólogo Dr. Valera que procedeu a uma análise e efectuou um relatório minucioso entregue na Câmara Municipal, que por sua vez o enviou ao IGESPAR (Instituto de Gestão do Património) e Direcção Regional da Cultura do Centro par serem tomadas as diligências necesárias à sua limpeza e arranjo.
O Dr.Valera fez ainda um relatório do estado de todos os sítios arqueológicos que fazem parte do Roteiro Arqueológico para se proceder pontualmente a algumas intervenções, principalmente de limpeza. Os nossos antepassados e a nossa História merecem-nos muito respeito.Um abraço. Álvaro Melo

al cardoso disse...

Caro Alvaro:
Bem hajas pelas noticias.
Um grande abraco.

José António disse...

Não vale a pena branquer a situação!
Lamentavelmente o inevitãvel aconteceu|
Já em 2006 , então como membro da Assembleia de Freguesia de Cortiçô, quer pessoalmente , quer por e-mail, alertei quem de direito para o estrado de abandono da anta de Cortiçô, como era a falta de limpeza , a falta de reparação da zona envolvente.
Para aqueles que agora tentam branquear a sitação, aconsellho uma leitura atenta ao Dec.Lei. n.º 26-A/92, de 1 de Junho, DR 1.ª Serie n.º 126, que considera aquele monumento de interesse público e a forma de conservar e salvaguardar o seu valor cultural , histórico , cientifico, de forma a constituir um legado para as gerações futuras.
Mais palavras para quê ?