domingo, setembro 30, 2012

"D'ALGODRES": Capela de S. Salvador, nao seria aqui a Sinagoga?

Capela de São Salvador
"D'ALGODRES": Capela de S. Salvador, não seria aqui a Sinagoga?

5 comentários:

aluap disse...

Não posso ajudar no sentido de esclarecer, mas posso dizer que realmente é uma capela diferente e não tem semelhanças com um templo católico.

O meu abraço de amizade.

Idanhense sonhadora disse...



Eu não conheço o local ,mas a forma que apresenta exteriormente ,vê-se que o sino foi ali colocado à posterior .Internamente poderá ter por ex: escadas em número de 5 , 7 ou 8 ; arcos nos mesmos números ;flores gravadas que com 5ou 6 pétalas façam lembrar um pentagrama (estrela de Salomão )ou então a estrela de David .E já agora :Quem foi S. Salvador? Como está vestida a imagem? (Na minha terra no início do local onde era a judiaria ,há uma capela a São João Batista que tem todas as características que apresentei.) Ainda há sinais gravados nas pedras....Espero ter dado algumas pistas ...Vou ve se sei mais sobre S. Salvador.
Um abraço para os dois

P.S. O formato da porta faz-nos lembrar o de uma tenda o que seria já um bom indício

al cardoso disse...

Cara amiga Idanhense:

Eu nunca estive no interior desta capela, pelo que tudo o que sei, refere-se ao seu exterior e as suas redondezas.
Quanto a S. Salvador, e o proprio Jesus Cristo, o que ate fazia sentido para cristianizar um possivel templo judaico, mas tudo isto sao unicamente conjecturas, mas que devido ao que escrevi no "D'Algodres", poderam fazer algum sentido!

Bem haja pelo seu abalizado comentario, irei ver se consigo visitar essa capela por dentro, na minha proxima viagem.

Um abraco dalgodrense.

quintadocochel disse...

Esta capela, no interior, apenas tem um "degrau", largo, no síto onde era o altar. É muito simples o seu interior, que está vazio. Paredes lisas e no altar, apenas tinha uma imagem de cristo na cruz (+- dois metros altura). Actualmente não contém nada, pois está a ser alvo de pequenas obras de conservação (limpeza das pedras e argamassa nas juntas). O tecto é revestido a madeira simples, sem qualquer relevo importante. É actual propriedade da família Castelo Branco, que há pouco tempo adquiriu a casa, onde residiu durante muitos anos o já falecido padre Luis, e a citada capela que está anexa. É de louvar, contudo, o sr. Castelo Branco, que está a restaurar, tanto a casa como a capela, mantendo assim bem viva a memória do tempo vivido. O crucifixo também está guardado, e a aguardar restauro. Pelo que sei, irá voltar ao seu lugar na dita capela. Abraço!

al cardoso disse...

Bem haja caro amigo da "Quinta do Cochel" pelas informacoes!
O facto de so ter esse Cristo crucificado e muito interessante.

Um abraco.