quinta-feira, junho 17, 2010

O da Guarda, quem nos acode!

De acordo com as ultimas estatisticas toda a chamada "Beira Interior" perdeu populacao, ate as cidades, em tudo isto so se salvou Belmonte, que ganhou creio 4 (quatro) habitantes!
Nao ha duvida que continuamos a cair e nao se ve o fundo ao poco.
Sem trabalhos nao ha gente, sem haver gente, nao ha criancas, sem criancas nao ha escolas, etc, etc!!!
Nao sei qual sera o futuro, mas nao o vejo nada famoso.
Ate ja se comeca a falar, em extincao de freguesias e concelhos!!!

So me apetece gritar "Aqui d'Algodres"!!!

5 comentários:

JPCLEMENTE disse...

Infelizmente tem sido assim, amigo Al.Cardoso!
Para quando os nossos governantes tomam medidas profundas para alterar esta situaçãp?
Um abraço amigo

Magno disse...

Quem tem de criar o trabalho, e emprego tem de ser a sociedade civil.
Se estivermos à espera do estado local(autarquias)e central dentro em breve as beiras serão um deserto.
Estamos a sofrer o acumular de erros praticados desde os anos 60, nas nossas terra.
A emigração para fora continuará cada vez mais se não se investir realmente onde se deve investir ,nos nossos produtos e já...
Abraço,
Magno.

aluap disse...

...Ou uma grande aposta no turismo, ou uma aposta na indústria,no fundo, direccionar esforços para poder criar empregos estáveis. O emprego é um dos pilares fundamentais da sociedade e uma forte medida ao travamento do despovoamento.

Um abraço forninhense

Fernando disse...

Sou dos poucos que ainda se vai "aguentando" por cá mas infelizmente não será por muito tempo, assim espero, não por querer, mas se quiser ter um vida melhor vejo-me obrigado a sair. Dos meus amigos de infância, cerca de 30 restamos 4!
temos sido nós as principais vitimas de politicas erráticas das ultimas décadas. Considero-me um optimista por natureza, mas nunca olhei para o futuro da nossa terra com tanta tristeza.

Alexandre Lote disse...

É de facto apenas mais um dado que nos coloca numa posição ainda mais desconfortável!

Mas é hora de lutar para inverter esta tendencia!

Abraço

Alexandre Lote