segunda-feira, abril 30, 2007

"ROTA DOLMENICA OU NEOLITICA"

"Casa da Orca" de Cortico (d'Algodres). Uma das muitas antas ou dolmens, existentes na regiao.

Tenho afirmado algumas vezes; "que temos que ser diferentes, para sermos referencia". Ora dentro deste principio, porque existem varias areas que podiam e deviam ser aproveitadas, queria deixar uma ideia e ao mesmo tempo um repto, aos autarcas deste lado da "Serra da Estrela". A ideia ate nem e original, pois algo parecido ja tem sido feito ou tentado noutras areas, era criar-se a "Rota das Antas ou Dolmens" ou ate a "do Neolitico", entre os municipios de Mangualde, Penalva do Castelo, Gouveia, Fornos de Algodres e Aguiar da Beira.

Nesta rota paisagisticamente variada e relativamente curta, poder-se-iam visitar as varias "Antas" existentes nestes concelhos, enquanto ao mesmo tempo se ficavam a conhecer as nossas singularidades e diferencas, promovendo-se a nossa gastronomia, entre tantas outras coisas.

Estou convicto de que haveria muito mais vantagens para todos, se este tipo de promocao fosse em conjunto entre os varios municipios sem paternalismos, porque em uniao e que nos complementamos.

Queridos autarcas sera sempre com accoes de conjunto, que teremos melhores resultados e visibilidade, vamos portanto pensar nisto.

10 comentários:

Amaral disse...

Al Cardoso
Ora aqui está uma belíssima ideia. Se os nossos autarcas (e demais poder político) quiserem poderão preservar estes monumentos únicos.
Abraço

sonia r. disse...

Interessante.
Uma boa semana.

joão oliveira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
joão oliveira disse...

cumprimentos.
é de louvar esta sua ideia, mas penso que se poderia ir mais além com outros monumentos ( alguns património nacional e outros de interesse publico)destes concelhos.
um abraço desde terras de tavares

Sulista disse...

Até existem distritos que fazem referência para Turismo a esses monumentos da história...como é o caso de distrito de Évora.


Boa semana e um Abraço do Sul e Ilhas! :-D

Tabacaria disse...

Bravo,
Al Cardoso.
Sinceros Cumprimentos da
Tabacaria.

A. João Soares disse...

Caro Albino,
A sua ideia faz pensar na regionalização. Certamente muitos defendem esta mas não aquela de que nem se lembram nem lhe dão o merecido apoio. A sua ideia arrasta um fluxo de turistas que fazem consumo na restauração das imediações, etc.
Há tempos, fui visitar a anta da Cunha Baixa perto de Mangualde e gostei da forma como o acesso está sinalizado facilitando a aproximação de quem mal conheça as proximidades.
Mas deixo aqui uma queixa aos viseenses: quis visitar a anta de Rio de Loba, que fica perto de Mondão e já tentei várias vezes sem o conseguir!!! Pergunto porque não imitam a da Cunha Baixa, sinalizando bem a aproximação dos que ignoram a região?
Afinal, de quem é a culpa do atraso e do abandono do interior?
Um abraço

Klatuu o embuçado disse...

Mas estes trajectos de visita têm que ser bem pensados e salvaguardados os monumentos neolíticos... porque agora o que é moda é cagar tudo com graffitis... e não é cumplicidade com a pré-história, decerto!

Abraço, amigo Al!

Sei que existes disse...

Acho uma optima idéa!
Beijos

Magno disse...

Parabens, mais uma vez pela forma como promove Fornos de Algodres, uma sugestão se me permite.
Se puder dê a conhcer a Frga da Pena, no que eu puder ajudar!
Arrisco me a dizer que a meu ver tem uma das paisagens mais bonitas do mundo.....