sexta-feira, novembro 10, 2006

Ideias para "FORNOS" III

Deixando de lado a parte turistica, coisa a que voltarei brevemente, vou hoje debrucar-me a uma area que ja em tempos aflorei noutros "sitios".

Li ha algum tempo num "blog" humuristico, uma anedota que supostamente foi proferida pelo poeta Bocage, (e tudo atribuido a ele) que era mais ou menos assim: Perguntava um individuo a outro, entao para onde vais? Vou para Fornos de Algodres. Porque? "Porque e uma terra muito saudavel, tao saudavel que para inaugurarem o cemiterio, tiveram que matar uma pessoa!"

Isto ate tem uma certa graca e tem muito de verdade, felizmente por ca consegue-se atingir idades avancadas; ainda ate a pouco tempo ca residia o homem mais idoso de Portugal. No entanto nao conheco nenhum registo de morte para inaugurar o cemiterio. Mas de facto, temos ares saudaveis e despoluidos e tambem um micro-clima excelente.

Ora o tema que queria aflorar e o das residencias para gente da terceira idade "vulgo velhos". Todos sabemos que a quantide de gente reformada (ou retirada da vida activa, como mais propriamente se identifica neste pais onde resido) e ja grande e com tendencia a aumentar, em tempos proximos e por muitos anos. Tambem e sabido que tem havido algum investimento nesta area. Mas o que eu proponho e a construcao, ou melhor ainda a reconstrucao de edificios ja existentes, dedicados a ser residencia ou lares de qualidade media-superior para gente de mais posses financeiras.
Isso iria trazer dinheiro a nossa regiao, iria criar trabalhos para gente jovem qualificada e fixar residentes nas nossas terras.

Podemos oferecer belezas naturais, sossego, historia, bons ares saudaveis e despoluidos, o excelente micro-clima da nossa terra quente e as boas para nao dizer excelentes, ligacoes ferroviarias e rodoviarias, para um investimento de retorno garantido e duradoiro.

A camara municipal deveria "promover" este tipo de investimento e ajudar desborucratizando e ajudando tecnicamente neste tipo de projectos, com eles potenciando a restauracao de predios ou quintas abandonadas (ou quase) por exemplo.
Sou de opiniao que o papel das autarquias, e muito mais criar condicoes para o desenvolvimento, com investimentos de qualidade para proporcionar empregos, do que elas proprias serem o empregador-mor, dos pequenos concelhos como o nosso.

10 comentários:

greentea disse...

andamos todos ao mesmo...
Tenho um sonho : revigorar uma desas aldeias, construir um Centro de Dia, um Centro de Terapias Alternativas, um Centro de Lazer beneficiando os mais idosos que ai vivem e integrando os mais novos qualificados que procuram emprego e possibilitando aos que nao conhecem a oportunidade de disfrutar de uma vida sem stress, com qualidade, integrados num ambientesaudavel a acolhedor.

"pequenas cosas mias " como diria a freyja!

Um abraço

Anónimo disse...

bons dias , vizinho!

o todo o terreno realizou-se nas aldeias hist´´oricas , entre elas Marialva e Sortelha. A via romana por onde pass´´amos ´´e a de Tintinolho - so assim se pode avistar certos locais, dotados apenas dos antigos caminhos da serra....
Um abraço

al cardoso disse...

Cara Avelana:

Tem que fazer uma volta pela "Terras de Algodres" brevemente.

Ja tem um link nao sei se reparou.

Fernando disse...

Embora seja suspeito nesta opinião, gostaria de realçar o exelente trabalho da A.P.S.C.D.F.A., tem feito neste campo. www.apscdfa.com.sapo.pt.
Abraço

Pete disse...

É uma excelente ideia, vamos lá ver se há predisposição da autarquia para dar asas a projectos assim.

Um Abraço e bom fim-de-semana.

al cardoso disse...

Caro Jose Costa:

Eu sou dos primeiros, a louvar o excelente trabalho da Associacao de Promocao Social e Cultural e Desportiva de Fornos de Algodres, como deve saber estive envolvido e continuo disponivel para ajudar a concretizacao do Centro de Deficientes, dessa Associacao. Mas o que eu defendo nesta entrada nao sao organismos mais ou menos publicos, sao investimentos nesta area privados e para gerar lucro e proporcionar mais empregos.

Bem haja em nome individual e colectivo, pela sua colaboracao na APSCDFA.

Um abraco fornenese.

Sulista disse...

Gosto de ver este empenho todo :-)
Assim é que é!!
Força aí!


Bom fim de semana tb para si amigo Al Cardoso ;-)

Anónimo disse...

farei a volta sim senhor...
mas por hoje vou petiscar da Tibornada de Bacalhau; se quizeres vir almoçar, daqui por uma hora esta pronto...

Sorrisos e um abraço


Realmente nao sei se foram semitas se mouros, mas o q importa e preservar esta actividade.

Luis Almeida Pina disse...

Gostei do que li, pois eu sou dos gostava que a nossa Câmara Municipal, se virasse para a recuperação de edifícios velhos e degradados, onde poderiam instalar como exemplo, a biblioteca, um museu, e muito do que por cá faz falta, mas o lema não é esse mas sim estragar dinheiro com obras de raiz, e que ninguém sabe porquê por lá ficam sem se concluir. É pena que nunca tenham seguído as ideias de um antigo Vereador só porque era da oposição, assim esta terra, só será jardim mas sem flores.

Joao Soares disse...

Sem dúvida,António C
...temos que continuar com esse alento...
Um forte abraço e que ventos de Sustentabilidade chegeum a mais espaços e lugares.