quarta-feira, novembro 29, 2006

ENCERRAMENTO DE URGENCIAS

Li com tristeza que o meu concelho entre outros, vai perder o Servico de Atendimento Permanente no Centro de Saude, recentemente construido. Esta noticia ja nao e surpresa para mim, sabendo eu das medidas economissistas que este (des)governo, tem estado a tomar ultimamente.
O que me surpreende e o conformismo que eu vejo, por parte dos cada vez menos residentes do meu municipio, mas e principalmente a apatia da autarquia camararia, que me surpreende mais. Pois em minha humilde opiniao, deveria ao menos oferecer alguma resistencia a estes encerramentos, a semelhanca de outras autarquias nossas vizinhas!
Sei muito bem que o meu municipio e pequeno, mas tambem sei que com estas e outras medidas semelhantes, ainda vai ficar menor de habitantes e tambem de ideias e vontades, (ate parece que existe medo de que a populacao aumente!). Acontece que pelo bem ou pelo mal, estamos a meio do caminho entre a Guarda e Viseu com outro municio entre meio para cada lado, tambem eles sem urgencias durante a noite. Sei ainda que devido a localizacao de Fornos de Algodres junto a A25, talvez se justificasse alguma emergencia entre as duas cidades mencionadas. E tambem sei que devido a sua centralidade, Fornos pode prestar servicos a grandes franjas de outros concelhos circundantes pela sua proximidade. Por isso esperava ao menos alguma resistencia por parte da Camara Municipal, mas nao, ja se contentam se o governo mantiver aberta a emergencia ate as 24 horas, que tristeza, ate no pedir somos pobres!
E o povo da minha terra segue feliz e contente, nao ha trabalhos, nao ha escolas, nao ha emergencias nocturnas, provavelmente nao havera tribunal, nao havera notario (por falta de gente interessada em candidatar-se) nao ha vontades nem ideias e, tambem cada vez ha menos gente.
Temos edificios construidos recentemente, para os varios servicos, que brevemente estaram fechados, entao para que se lutou tanto para construi-los???

16 comentários:

Luis Almeida Pina disse...

Vejo com alguma tristeza, o encerramento das urgências, em Fornos de Algodres e noutros locais do País, dizem que é uma forma do Estado reduzir as despesas, o que acho muito mal, pois há outras formas de o fazer, reduzindo certas despesas, em eles próprios, e cortar nesses subsídios do rendimento mínimo que muitos recebem para nada fazeremm, ai é um gasto desnecessário, que só alimenta o vício da preguiça e nada produz ao País com tantas carências.
Bem produz sempre alguma coisa "Cera".

Anónimo disse...

é assim em todo o lado....infelizmente

chuvamiuda disse...

..................
duro companheiro

gosto muito da tua região, infelizmente à muito que não tenho podido passar por aí
...............

Abraço

Fernando disse...

"... não os atendo aqui, atendo-os em minha casa, mas ai já vão pagar bem mais do que os 2,5 euros...", frase proferida por um médico do nosso centro de saúde. A saúde não é de maneira nenhuma um luxo, mas uma necessidade, por isso não concordo com esta medida, porque se há sitio onde eu ordene que se gaste o meu dinheiro é no meu centro de saúde, tal como não concordo que os nossos médicos só trabalhem da parte da manhã. Isto é tudo uma brincadeira num concelho do faz de conta!

Maria disse...

Antes fosse só nesse concelho... É um pouco por todo o lado.
Em Lisboa está-se 1 ano (UM ANO) à espera que o médico de família que morreu seja substituído...
Mas o TGV e a OTA vão prá frente...
A questão é apenas uma : VONTADE POLÍTICA (ou falta dela).
À pala de ser um governo PS (logo, deveria ser de esquerda), eles fazem uma política de direita em tudo.
Que dizer da censura (próxima) à televisão?
E o que dizer dos constantes atropelos à Constituição?
Al, foi um desabafo.
Tem uma boa noite. Um beijo

Nuno disse...

SAP de Trancoso e Almeida poupados

A partir de segunda-feira, as urgências vão mesmo fechar à noite, mas só em Aguiar da Beira e Fornos de Algodres. A confirmação foi transmitida, ontem, aos autarcas pelo presidente da Administração Regional de Saúde (ARS), que percorreu os sete municípios do distrito da Guarda cujos Serviços de Atendimento Permanente estão para encerrar das 22 horas às oito da manhã. Fernando Regateiro abriu, contudo, excepções, uma vez que os SAP de Trancoso e Almeida serão poupados este ano.

Em Trancoso, onde a possibilidade do fecho se mantém, respira-se de alívio e o buzinão de sábado foi desconvocado.
O presidente da ARS assumiu o compromisso de que não será tomada qualquer decisão antes de vir falar com o Executivo", revelou o autarca local. Júlio Sarmento até propôs uma "moratória", segundo a qual "não deve encerrar à noite nenhum SAP do distrito até que a nova rede de Urgências seja devidamente testada".
"Essa nunca será a solução ideal. Justifica-se mais um para servir Figueira, Almeida e Pinhel e outro para Trancoso, onde ficaria instalado, Mêda e Foz Côa", defende Júlio Sarmento.
Mas Fernando Regateiro levou outras propostas para Coimbra a primeira é a manutenção dos SAP nocturnos em todos os concelhos, "por causa da população idosa, das carências económicas de muitos dos nossos munícipes e das distâncias".

Irritado estava o edil de Fornos de Algodres. "Concordávamos com a medida desde que fossem fechados os sete SAP anunciados, mas se assim não vai ser haverá barulho", avisou José Miranda.
IN JN
O Presidente da Câmara de Fornos de Algodres teve um comentário infeliz, dá uma sensação que o SAP de Fornos não é assim tão importante pois apenas o é no caso dos outros Concelhos não encerrarem os seus.
Penso que Fornos de Algodres merece um posto de atendimento de urgências independentemente dos outros concelhos, por causa destas rivalidades concelhias continuaremos sempre a ser pequenos...

Abraço de Trancoso,

Nuno - Trancoso.pt.vu

al cardoso disse...

Esta a ver caro Nuno que eu afinal tinha razao, isto e o que da "deixarem-se dormir na forma" como se dizia am Angola.

Sulista disse...

...estávamos nós bem se a apatia e o conformismo fosse um mal só dessa Terra Al CArdoso...infelizmente, é um mal geral !!

Abraço do Sul

Frederico disse...

Caro Albino,
"Julgo que juntos podemos ir mais longe".
Estive recentemente numa reunião de associações de desenvolvimento local, onde estavam representadas associações portuguesas e espanholas: Os Portugueses procuram financiamento para actividades turísticas e os espanhois reclamam por infraestruturas para angariar "novos povoadores". Julgo que é sintomático.


Frederico

Bel disse...

Porque infelizmente só construindo certos "...." podem tirar os referidos e almejados para eles dividendos.
cumprimentos

Anónimo disse...

por aqui tb temos a escola fechada ...porque não há miúdos para a frequentarem

pensa-se dar outro destino ao edificio mas já vai para mais de cinco(?) anos que a escola está fechada sem usos para nada. Mete dó, tudo aoa abandono...

Anónimo disse...

nós não temos Posto por aqui , por isso não vai fechar!! Sempre fomo à Guarda ao Hospital qd é urgente ou vem a ambulancia buscar o doente!
Estamos a pôr em funcionamento o nosso Centro de Dia, apesar de ainda ser em instalaçoes provisorias ...

Jofre Alves disse...

A comissão liquidatária que desgoverna o país vai a roda livre, liquidando urgências, maternidades, SAP, tribunais, reformas e pensões, Segurança Social, etc., enquanto todos vamos cantado e rindo. Tudo para poupar um tostões, mas parece que vamos gastar a tripa forra na Ota e no TGV...

Sulista disse...

Amigo Al CArdoso,
desde ontem que tá de chuva!...mas
melhores dias virão :-/


Abraço do Sul

GreenSky disse...

Eu concordo com o fecho de todos os SAP nos Centros de Saúde e uma melhoria nas Urgências dos Hospitais.

Mario Só Ares disse...

E a fatalidade aconteceu...
Ontem ás 22 horas o SAP encerrou. Ninguem diz nada, ninguem reclama, com o executivo camarário "tá tudo numa boa" e a oposição (se é que ela existe ) aplaude!!!!
Uma vergonha!!!