domingo, novembro 04, 2007

Cooperacao Inter-Municipal, Espera-se e Deseja-se!

Muitas das opcoes erradas de desenvolvimento, que em meu ver acontecem, sao devidas a falta de cooperacao entre municipios vizinhos e, sao o resultado do caseirismo local em que cada um so olha para o seu umbigo!
Tenho notado com desgosto, que entre os municipios de Fornos de Algodres e o de Aguiar da Beira, nao tem havido a esperada e desejada cooperacao em areas fundamentais. Pelo que sei as coisas nao tem tendencia a melhorar, a menos que alguem desca dos seus pedestais. Isso e muito mau para as populacoes destes concelhos, que pelo tamanho e proximidade, tem todo o interesse em arranjar formas de desenvolvimento conjunto.
Ja ha tempos aqui referi o caso do caminho de ferro e da estacao de Fornos Gare, que pela proximidade e a que melhor serve (ou devia servir) o concelho de Aguiar e ate franjas de outros concelhos vizinhos.
Tambem ja referi a pessima opcao do no de ligacao a auto-estrada 25, que a nao ser comtemplada uma ligacao com a estrada nacional 330, para melhor servir tambem o municipio de Aguiar da Beira, dever-se-ia tem considerado um no o mais proximo possivel da referida 330, que para alem de Aguiar da Beira tambem serve Gouveia, e nao a localizacao actual que deixou estes municipios mais longe, embora a vila de Fornos ate tivesse ficado com mais visibilidade.
Isto no entanto, sao aguas passadas e puros desabafos, que provavelmente ja nao teram solucao. Mas podem e devem ter solucao, outros projectos estruturantes, que deviam englobar estes dois municipios vizinhos; Estou a lembrar-me de uma parceria que deveria englobar tambem privados, para a exploracao da energia aeolica; de uma estrategia turistica que engloba-se o Centro de Ferias da Inatel de Vila Ruiva e as Termas da Cavaca; de um roteiro arqueologico em que a "Anta da Matanca" e a de Cortico" incluissem tambem os "Dolmens de Carapito", que o "Castro da Gralheira" aparece-se em conjunto com o de "S. Tiago", "Fraga da Pena" e o "Castelo de Queiriz, mas podia continuar!
Acontece que foi apresentada pelo governo recentemente, a opcao de candidaturas para e requalificao de espacos urbanos, nas malhas antigas das cidades e creio que vilas tambem.
Estes projectos para melhor possibilidade de aprovacao devem ser inter-municipais e, foi precisamente isso, que o ministro das cidades e territorio referiu.
Temos entao aqui, uma interessante possibilidade de cooperacao entre Aguiar e Fornos, apresentando um projecto comum para a requalificacao com vista ao repovoamento das zonas historicas destas vilas e ate porque nao tambem, de Algodres e Carapito por exemplo.
De ora em diante espera-se e deseja-se mais e melhor entendimento e cooperacao, vejam o que de bom comeca a acontecer entre Trancoso e Celorico da Beira, que ate sao camaras de cores politicas diferentes. Nao e este o caso de Fornos e de Aguiar, pelo que com boa vontade antevejo algo diferente e muito melhor, com vista ao desenvolvimento desta sub-regiao.

15 comentários:

pensarfornos disse...

Amigo Albino:
É essa visão mais abrangente que falta aos nossos políticos locais. Os interesses de poder mesquinho, fazem com que os nossos políticos olhem só para o seu umbigo. Para além de Aguiar da Beira, Mangualde e Penalva com quem fazemos fronteira seria uma mais valia não busca de estratégias de desenvolvimento. Eu vou mais além e considero que só com a Regionalização será possível o desenvolvimento. Os licenciados locais têm que partir para arranjar emprego, ficando somente os que têm a famosa "cunha" que os torna dependentes de e sem liberdade.
Portugal só se desenvolveu quando se abriu para o exterior, União Europeia.Seria bom aos nossos políticos sairem de Fornos durante uma temporada e tenho a certeza que quando regressassem trariam mais ideias para o desenvolvimento do concelho.
Um abraço, o figueiroenese JPClemente

Carlos de Matos disse...

Boa Noite Al

obrigado por trazer essa informação penso que pode haver uma parceria inteligente e concreta. O facto de ser intermunicipal pode ser um ponto positivo e abringir partes doutros concelhos limitrofes ao torno de um projecto na area que descreveste ; cultura, turismo, economia local etc...
Aqui fica a meu apelo a participar concratemente na reflexão com os diferentes potenciais parceiros...
Com os meios tecnicos actuais podemos promover uma ou duas reuniões telefonicas e chegar a iniciar uma acção colectiva...

Um apelo a projecto ;o))

Amaral disse...

Al Cardoso
Essa mentalidade mesquinha ao jeito de "o meu quintal é melhor que o teu" é típica no povo português.
Em vez de se juntarem (pois, porque a união faz a força) para abraçar projectos mais proveitosos estão sempre com medo eu os louros sejam divididos.
É este o país que nos oprime.
Abraço

joão oliveira disse...

cumprimentos.

A nossa razão de existir é em função do outro. Porque não com o outro? Juntando esforços e vontades, tudo será mais fácil.

um abraço desde terras de tavares

Carlos de Matos disse...

Caros Algodrenses

aqui fica um link sobre um post qui fiz sobre Fornos de Algodres com matérial interessante

http://forninhos.blogspot.com/2007/11/dados-sobre-fornos-de-algodres-en-1917.html

Al, se quizeres fazer um linkback não hesites em publica-lo no Aqui Algodres

Até depois

Carlos

quintarantino disse...

Meu caro, as guerras de campanário geralmente resultam em vaidades inchadas e populações prejudicadas!

Isabel Magalhães disse...

Caro Al;

Feliz de passar por cá e ter lido um post com um assunto tão pertinente que, e embora parecendo regional, é de todas as freguesias do país.

No concelho onde habito, o de Oeiras, posso citar o exemplo da minha freguesia - Linda-a-Velha - que nas recentes festas da vizinha freguesia de Carnaxide deu apoio na forma de cedência de um palco por troca com outros serviços a serem prestados por Carnaxide. Tal facto suscitou o elogio de um ex-presidente de junta de uma outra freguesia do concelho.

Caso interesse aqui fica o link.

http://pacodearcos.blogs.sapo.pt/117332.html

Um abraço e as nossas saudações.
I.

TSFM disse...

Bem...casos destes como o relato são aos pontapés.
Hoje fui visitar o Centro de Interpretação Arqueológica de Fornos...

Alexandre Lote disse...

Sim seria de facto muitissimo importante que esse clima de cooperação existisse.

Quanto a Fornos e Aguiar seria obviamente benéfico para os dois concelhos, mas diz-se por aí que as relações entre as duas Câmaras já foram melhores. Boatos? Esperemos que sim...

Mesmo que seja verdade não é nada que com boa vontade de ambas as partes não se resolvesse para bem dos munícipes dos dois concelhos.

Cumprimentos e parabens pelo seu trabalho neste blog!

al cardoso disse...

Caro Alexandre:

Provavelmente nao sao so boatos, creio que as relacoes comecaram a esfriar quando o PSD de Fornos decidiu apoiar o Dr.Amaro em vez do Sr Andrade para a distrital, e agora pior pois voltou a apoiar O Dr M. Mendes, enquanto Aguiar apoiou o Dr. Menezes.
Quanto a mim, tanto de uma vez como da outra foram opccoes erradas, que em nada ajudaram caso o PSD volte ao governo, mas estaremos para ver.
Alem disso provavelmente havera um pouquinho de inveja, pois um presidente que nem tem o titulo de DR. como e o caso do de Aguiar, conseguiu desenvolver o seu municipio sem se individar e o nosso e o que se ve!!!
No entanto concordo que com um pouco de boa vontade as coisas tem resolucao, assim o desejem e espero que sim para bem das populacoes dos dois concelhos.

Anónimo disse...

Tanta ignorância nestes comentários... Comparar o trabalho da autarquia de Fornos com a de Aguiar da Beira deve ser anedota (ou cegueira)... Basta percorrer a rua principal de uma ou outra localidade, já para não falar nas aldeias... Até na localização do nó da A25 se nota a capacidade de uma e outra autarquia..

al cardoso disse...

Caro Anonimo:

Em primeiro lugar como ja nao existe inquisicao nem pide, nao necessitava de vir aqui anonimo, mas a opcao e sua, aqui ha democracia e todos tem cabimento, desde que nao sejam mal educados!
Ja quanto a ignorancia nos comentarios, nao sei se se refere aos comentarios em si ou se ao "post" no seu todo. Tambem fiquei confuso pois fiquei sem saber se quem estava melhor era Fornos ou se era Aguiar, em sua opiniao claro!
Ja quanto a rua principal e so me vou referir ao meu querido Fornos, o que eu tenho visto e ouvido, e que realmente tem havido obra construida, mas o comercio esta morto, os cafes ja nem ao domingo abrem, os jovens tem que sair da nossa terra pois nao tem trabalho. Quanto ao no da A25, continuo convencido que foi uma ma opccao a sua localizacao pois nao podemos pensar so em nos, se realmente queriamos ser um centro de ligacoes deveriamos ter pugnado por um no que nos liga-se tambem mais directamente a serra, enquanto fosse um bom acesso tambem para Aguiar e outros concelhosa vizinhos.
Olhe ate ver, as melhores ligacoes na nossa terra, so tem servido para nos naturais, dai saia-mos mais rapidamente por falta de trabalhos.

Um abraco do d'Algodres.

Carlos de Matos disse...

Para Completar a resposta de Al Cardoso que partilho plenamente :

Não compreendo o que entende por capacidade de uma ou outra autarquia ao falar do no da A25. Pois sendo natural de Forninhos, Aguiar da Beira qual não foi o meu espanto em descubrir a placa do meu concelho depois dessa saida no sentido Guarda/Viseu... felizemente antecipei.

Capacidade da autarquia de Fornos em deixar as estradas de Portugal ou a Eiffage ometer tal placa, pior coloca-la depois da saida... Por mim é atraso manifesto de interesse e concertação.

Penso de uma maneira geral que as aldeias evoluiram melhor do as vilas no obstante a falta de meios e a sua concentração nas cabeças de concelho. As obras de terraplanajem de Fornos são ridiculas e gargantuescas. Até gostaria de saber os metros cubicos removidos, ainda se fala de preservação da natureza, os solos legados pela agricultura tradicional jà que pobres seriam o unico meio de sustenter uma vegetação. O impacto ambiental decerto foi cedido aos interesses particulares e nisso pode afirmar o que quiser.

Um abraço a todos

Alexandre Lote disse...

Amigo Al, sinceramente desconheço a obra no no seu todo no concelho de Aguiar da Beira, daí que nem sequer consiga comparar a obra de um e de outro autarca. Isso dos títulos (Dr. Engº, etc) em si não significam grande coisa se não existir obra feita. Não foi meu objectivo dizer que um é melhor que o outro, apenas que se ambos estreitassem relações, ambos os concelhos sairíam a ganhar.

Apenas isso...

Abraço

al cardoso disse...

Caro Alexandre:
Eu tambem sou daqueles que esta convencido que nao sao os titulos, que fazem com que uma pessoa possa ter mais visao, ou ser mais inovadora.
Mas com este "post" o que realmente tenho em mente e um melhor desenvolvimento para a nossa regiao, e para isso acontecer tem que existir projectos inter-municipais. Ora pela proximidade e pelo tamanho aproximado de habitantes dos dois concelhos, Fornos e Aguiar so lucrariam se estivessem juntos e ate se complementassem em muitas areas, mas esta e unicamente uma opiniao!!!